Televendas: 11 4226-5509
WhatsApp: 11 99948-2568
INDÚSTRIA
BRASILEIRA
ATENDEMOS TODO O BRASIL
E AMÉRICA LATINA
FABRICAMOS
SOB MEDIDA
FINANCIAMOS EM
ATÉ 48x via BNDES

Robô removem bateria do estômago com a ajuda de ímãs

Eles são guiados por campos magnéticos para expelir objetos externos do corpo

Crianças e até mesmo adultos estão envolvidas em milhares de casos de ingestão de objetos, principalmente, de baterias que são pequenas e geralmente vem em brinquedos. Segundo o Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT), cerca de 3,5 mil norte-americanos engolem pequenas baterias acidentalmente a cada ano. Para facilitar a remoção, uma professora americana, Daniela Rus, do MIT desenvolveu um robô que pode ser ingerido e que foi criado a partir da técnica japonesa, origami.

robo remove bateria
robô remove bateria

Os pesquisadores iniciaram os testes em um estômago de porco. A ideia é que a pessoa ingira o robô que estará em uma cápsula de medicamento que será guiada por campos magnéticos externos e percorre toda a parede do órgão até remover o objeto estranho que foi engolido.

A técnica do origami foi usada para deixar o robô em um tamanho minúsculo. Ele foi fabricado com material que encolhe quando aquecido e ainda resiste ao líquidos gástricos que ficam dentro do estômago. Um ímã permanente foi colocado dentro do dispositivo para que ele responda aos campos magnéticos externos que são os responsáveis para a movimentação do robô.

robo remove bateria do estomago
robô remove bateria do estomago

Manipulando o dispositivo cuidadosamente, mediante o controle dos ímãs externos, a equipe conseguiu capturar e mover uma bateria tipo botão. Ainda não há previsão para testes em humanos, mas os pesquisadores se sentem bastante otimistas com a nova técnica. “É realmente emocionante ver os nossos pequenos robôs de origami fazerem algo com potenciais aplicações importantes nos cuidados de saúde. Para aplicações no interior do corpo precisamos de um robô pequeno, controlável e sem fios,” disse Rus.

Os planos é que no futuro esses robôs de origami serão capazes de serem conduzidos por ele mesmo e ajudar cada vez mais a ciência.

Confira o vídeo:

Caroline Ramos