Televendas: 11 4226-5509
WhatsApp: 11 99948-2568
INDÚSTRIA
BRASILEIRA
ATENDEMOS TODO O BRASIL
E AMÉRICA LATINA
FABRICAMOS
SOB MEDIDA
FINANCIAMOS EM
ATÉ 48x via BNDES

Mariposas se orientam pelo campo magnético da Terra

Estudo apresentou essa característica em espécies australianas

Uma recente pesquisa, publicada na Revista Current Biology, mostrou a descoberta de que algumas mariposas, assim como as aves migratórias, usam o campo magnético da Terra para se orientar enquanto se movem por milhares de quilômetros.

mariposa
mariposa

Essas longas jornadas são comuns para a mariposa-de-bogong (Agrotis infusa), uma espécie de mariposa noturna, endêmica do sul e oeste da Austrália, conhecida por suas migrações sazonais de longa distância para os Alpes australianos.

Esses insetos se destacam por conseguirem viajar pela noite por até 1000 quilômetros, sendo capazes de atravessar essas longas distâncias para chegar às áreas montanhosas cheias de cavernas, entre outros lugares onde nasceram. De acordo com a publicação, as mariposas são os únicos insetos conhecidos a migrar em longas distâncias junto com as borboletas monarcas.

As mariposas utilizam o campo magnético da Terra para se orientar, como uma bússola magnética para determinar sua direção migratória, alinhando-se nessa direção particular e suplementando-se com outros pontos de referência que aparecem para eles na mesma direção, provavelmente no céu ou na terra.

Antes de chegarem a este resultado, os cientistas da Universidade de Lund, envolvidos na pesquisa, acreditavam que as mariposas Bogong usavam apenas os sinais celestiais no céu, como as estrelas a lua, como o sistema de navegação e ficaram muito surpresos quando descobriram que essas mariposas pudessem sentir o campo magnético da Terra como pássaros migratórios noturnos, e provavelmente pelo mesmo motivo.

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Conheça nosso Magview ou visualizador de campo magnético

Andressa Luz