Televendas: 11 4226-5509
WhatsApp: 11 99948-2568
INDÚSTRIA
BRASILEIRA
ATENDEMOS TODO O BRASIL
E AMÉRICA LATINA
FABRICAMOS
SOB MEDIDA
FINANCIAMOS EM
ATÉ 48x via BNDES

Cientistas descobrem planeta magnético

Esse é o primeiro objeto de massa planetária errante além do nosso Sistema Solar

Uma equipe de astrônomos dos Estados Unidos descobriu um novo objeto de massa planetária, com a ajuda do radiotelescópio VLA (Very Large Array). O planeta solitário chama atenção por, além de viajar desacompanhado no espaço, sem qualquer estrela mãe, possuir um campo magnético de forma surpreendentemente forte.

Em relação à dimensão, esse foi o campo magnético mais forte registrado, cerca de 200 vezes mais forte que o de Júpiter, por exemplo. “Este objeto está exatamente no limite entre um planeta e uma anã marrom, ou ‘estrela falida’, e está nos dando algumas surpresas que podem potencialmente nos ajudar a entender os processos magnéticos nas estrelas e planetas”, disse Melodie Kao, da Universidade do Estado do Arizona.

Chamado de SIMP J01365663+0933473, o objeto recém descoberto atraiu a curiosidade e interesse dos estudiosos. Um campo magnético tão forte “apresenta enormes desafios para nossa compreensão do mecanismo do dínamo que produz os campos magnéticos em anãs marrons e exoplanetas e ajuda a gerar as auroras que vemos [nas anãs marrons]”, disse o professor Gregg Hallinan, do Caltech.

De acordo com os profissionais, nenhuma teoria atual é capaz de explicar porque existe esse tipo de campo magnético tão forte nesse “planeta-ímã”.

planeta magnético
planeta magnético

O SIMP J01365663+0933473 é 12,7 vezes mais massivo e com um raio 1,22 vez maior do que o de Júpiter, com 200 milhões de anos de idade e localizado a 20 anos-luz da Terra e uma temperatura na superfície de cerca de 825 graus Celsius.

Andressa Luz