Televendas: 11 4226-5509
WhatsApp: 11 99948-2568
INDÚSTRIA
BRASILEIRA
ATENDEMOS TODO O BRASIL
E AMÉRICA LATINA
FABRICAMOS
SOB MEDIDA
FINANCIAMOS EM
ATÉ 48x via BNDES

Bactérias magnéticas: ímãs no futuro da medicina

Descoberta científica pode ajudar no diagnóstico de doenças

O magnetismo pode ser aproveitado em diversos tipos de situação, e uma novidade que vem ganhando destaque na saúde é a possibilidade de utilização de campos magnéticos para otimizar processos da medicina, como os exames, por exemplo.

Um experimento realizado na Universidade de Granada, na Espanha, contou com o desenvolvimento de uma técnica para introduzir nanopartículas magnéticas em bactérias comestíveis, para facilitar exames como a ressonância magnética.

Nanopartículas Magnéticas

Bactérias Magnéticas

Os pesquisadores da universidade se inspiraram nas bactérias magnéticas encontradas na natureza, que apresentam um pequeno número de ímãs internos, responsáveis por permitir a elas um meio de orientação.

Para conseguir o efeito de magnetismo artificial, foram introduzidos nanopartículas magnéticas na superfície de bactérias probióticas.

Bactérias Magnéticas

Magnetismo na saúde

As bactérias magnéticas poderão ser adicionadas aos alimentos e, assim, permitir o diagnóstico de doenças do aparelho digestivo, incluindo o câncer de estômago. Além disso, a inovação pode ajudar no tratamento de tumores que utilizam a técnica de hipotermia magnética.

Os primeiros testes com essas bactérias comestíveis, magnetizadas artificialmente, serão aplicados em animais de laboratório e poderão ser úteis em breve para a medicina.

Gostou do artigo? Agora conheça os ímãs que a MagTek comercializa

Andressa Luz